29/05/2015

Desenhar as destilas de Monchique

Começamos o dia no Monte da Lameira, numa sala escura, iluminada por apenas uma janela e uma lareira que, apesar do calor lá fora, teimava em arder. Com um cheiro intenso, um companheirismo bem Monchiqueiro e uns copos de medronho e melosa já servidos, demos início à nossa tarefa!

Houve ainda direito a uma entrada bem original, uns enchidos assados nas cinzas da lareira, com um sabor particular e intenso, como tudo o que nos rodeava!











Já no final do dia, pela fresca, descansámos na Quinta da Brejeira onde fizemos os últimos desenhos já em modo mais relaxado!




1 comentário: